Rancho Queimado SC (48) 4052 9209 | São Paulo SP (11) 3522 6943 | Florianópolis SC (48) 4052 9209 | Plantão TIM (48) 9982 3401
Logotipo IMMB

Imagem descritiva

Histórico - Introdução Básica

Código do produto: 310

Por: R$ 0.00

Descrição:

Introdução:

A denominação Acupuntura é atribuída a um jesuíta europeu no século XVII que adaptou os termos chineses Jin Huo (ou Tsen Tsio) que significa metal (representado pela agulha) e fogo (da moxa), juntando as palavras latinas Acum (que significa agulha) e Punctum (picada ou punção).

Praticada largamente na China, no Japão, Coréia e Vietnã e em grande parte do Oriente, a Acupuntura é uma técnica terapêutica milenar que restaura ou mantém a saúde pela inserção de agulhas especiais muito finas em pontos estratégicos do corpo em diferentes profundidades para produzir o efeito terapêutico desejado, ou através do uso de ventosas, massagens, e até do calor proveniente da queima da moxa, além de outros instrumentos.

As ventosas (copo com sucção negativa) são especialmente usadas para o tratamento de dor muscular; tem a inconveniência de poder causar um hematoma, que desaparece em poucos dias, com a vantagem de ser indolor.

A Acupuntura é o principal método utilizado pela milenar Medicina Tradicional Chinesa que, a partir dos mesmos princípios filosóficos e com o mesmo raciocínio básico, usa também, para tratamentos ervas (fitoterapia), alimentos (dietética), massagens e exercícios físicos.

De manual, a Acupuntura tem-se desenvolvido para a Eletroacupuntura e para a Laser-Acupuntura (ou Laserpuntura).

As Agulhas:

Na Idade da Pedra, espinhos de madeira, depois lascas de ossos ou sílex afinados, eram utilizados para puncionar, tirar o pûs do abscesso, ou para fazer sangrias. De fato, pesquisas arqueológicas levaram à descoberta de agulhas de silex que datam da Idade da Pedra, mas as primeiras agulhas de Acupuntura das quais se tem notícia eram feitas de pedra, ossos e bambu (período neolítico), mas com a descoberta dos metais passaram a ser feitas com ferro, prata e diversas ligas metálicas. Foi o imperador Huang Ti quem ordenou o emprego de agulhas metálicas, substituindo as de estiletes e de Jade. Hoje se utiliza agulhas de aço inoxidável. Achados arqueológicos da Dinastia Shang (1.766 - 1123 a.C.) incluíam até agulhas de Acupuntura e carapaças de tartarugas e ossos, nos quais estavam gravadas discussões sobre patologia médica.

As agulhas usadas hoje são finíssimas como fio de cabelo (tem o diâmetro de 0,020mm), e confeccionadas em aço inoxidável, com 1 a 12 cm. Sua ponta é arredondada, o que a impede de machucar e armazenar sangue, caso haja sangramento. O cabo das agulhas é enrolado em fios de cobre banhados em prata, que facilita o efeito de estimulação elétrica, importante em tratamento de dor aguda e crônica. A maioria das agulhas é importada da China e vêm em embalagens individuais e pré-esterilizadas.

A aplicação das agulhas causa dor?

Em geral, não. Não se pode comparar a agulha de Acupuntura com uma agulha de injeção, cerca de 50 vezes mais espessa, e através da qual se injetam líquidos estranhos ao organismo. Mas, quanto menos saudável o órgão ativado, mais o paciente sentirá a agulhada. Geralmente, os pontos doloridos ao toque são aqueles relacionados com a doença a tratar. Eventualmente podemos acertar um nervo superficial ou um ponto mais sensível da pele, causando dor, mas é raro isso acontecer. Neste caso, deve-se informar ao médico, que corrigirá a inserção da agulha. Tratamento doloroso é quase sempre relacionado a um mal profissional. Os locais dos pontos onde estão os terminais nervosos são um pouco mais sensíveis que os demais; portanto, ao serem aplicadas as agulhas, pode-se sentir dor muito leve ou pequena sensação de peso, ou, raramente, choque.

Nas pessoas que têm muito medo das agulhas, a técnica de Acupuntura clássica pode ser substituída pela eletro acupuntura e ventosa, um tipo de estímulo cutâneo em que o paciente não sente a dor do tipo agulhada.

Sobre a questão do uso de brincos e piercings

Origem do hábito de se usar brincos - Na antiga China os príncipes se casavam com meninas entre 12 e 13 anos. As jovens esposas eram praticamente crianças e seus ovários ainda não estavam amadurecidos para gerar filhos. Por essa razão, sacerdotes que praticavam Acupuntura introduziam uma agulha de ouro no pavilhão da orelha para amadurecer as gônadas. O fato de as pequenas princesas aparecerem em público com aquele adereço na orelha despertou a vaidade das demais mulheres, que passaram a imitá-las, e o brinco virou moda.

Vale ressaltar que, no início, a agulha era colocada por sacerdotes que conheciam os efeitos provocados por aquele objeto de metal no organismo das jovens esposas. Com o passar do tempo o uso de brincos foi se popularizando e hoje é usado de forma indiscriminada e nas mais variadas regiões do corpo auricular (orelha). Estes objetos cruzam certas zonas de força e podem provocar distúrbios orgânicos dos mais variados. A perfuração com metais pode interromper ou acelerar o fluxo energético em determinadas regiões do corpo e provocar enfermidades graves.

Por vezes, a pessoa coloca um ou vários brincos e passa a sentir sintomas que antes não sentia, sem se dar conta de que isso é resultado do uso, em região inadequada, desse objeto perfurante.

Se você já decidiu colocar piercing ou outro adereço qualquer, pense na possibilidade de consultar um especialista no assunto, um acupunturista que saiba o ponto que não lhe trará riscos à saúde. Aliás, ter noção de Acupuntura é indispensável para um bom aplicador de piercings.

Fonte: www.acupunturas.cjb.net

Envie sua pergunta...

Seu nome: *
E-mail: * (Não ficará visível ao público)
Fone: (Não ficará visível ao público)
(ex. 00 0000 0000)
Pergunta: *
* Campos com preenchimento obrigatório.

Veja serviços semelhantes

Veja mais categorias:

» Acupuntura (Sem Agulhas) » Atendimento a Distância » Biomagnetismo Médico » Cursos e Treinamentos » Ensino à Distância » Eventos » Holo Spa=Consulta/Terapia » Hospedagem/Tratamento » Pousada no Holo Spa » Terapeuta Online

Receba nossos informativos

Nome :
E-mail:


Imagens ilustrativas. Para realizar pagamento, inclua o serviço no carrinho de compras para escolher a forma de pagamento.

IMMB Instituto Mente Mestre Brasil
CNPJ: 01.872.172/0001-18

Central de atendimento

Rancho Queimado SC (48) 4052 9209
São Paulo SP (11) 3522 6943
Florianópolis SC (48) 4052 9209
Plantão TIM (48) 9982 3401

e-mail: immb@motivacao.org


Cartões

Cartões de crédito

Boleto

Boleto

Débito online

Débito online


Todos os direitos reservados a IMMB - Instituto Mente Mestre Brasil

Desenvolvido por: ismaelMatias